CHAKRAS: Os centros de energia do corpo humano

Por - 11:57 PM





Quero começar esse post dando um aviso pra todos vocês, gente: uma vez por semana vai ter um post sobre formas de iniciar/buscar/praticar/conhecer o autoconhecimento. Esse é um assunto muito importante e por isso eu quero espalhar o máximo de informações que eu puder. Pra iniciar essa “série”, eu escolhi o tema dos Chakras. Muitas pessoas já ouviram falar sobre, mas poucas pessoas tem real conhecimento sobre o que de fato é isso, por esse motivo eu vou começar com esse assunto.

O autoconhecimento nos permite compreender muito melhor nós mesmos, os outros, o mundo e as energias ao nosso redor. O autoconhecimento é a porta de entrada para que haja compreensão e consciência em nossa vida, e nada melhor do que começar entendendo as energias que fazem parte do corpo de cada um de nós.

Pra início de conversa, preciso falar que tudo é energia. Nós somos energia, os alimentos são energia, os sentimentos, os pensamentos, as ações, as palavras, tudo é energia. Energia é tudo aquilo que vibra e cada ser humano, cada animal, planta tem sua própria energia. O nosso corpo possuí vários centros energéticos, conhecidos como “Chakras”, existe 7 chakras que são considerados os principais e serão tratados aqui.

Os centros de energia são como canais de energias. Emitem e recebem energia de outras pessoas/coisas/lugares. A importância de tomar consciência desses centros condutores  é ter mais noção das coisas que podem te afetar ou te auxiliar no seu processo de evolução. Quando algum desses centros estão em desequilíbrio, acaba afetando nossa saúde – tanto física quanto mental – assim que você conhece quais são, é possível identificar qual dos 7 chakras está em desequilíbrio e trabalhar para que essa energia entre em equilíbrio.

1 . Chakra raiz/base.

Cor: Vermelha.

Esse Chakra é conhecido também como Maladhara Chakra, que significa “suporte”. Os Chakras são “vistos” de baixo pra cima no corpo humano, por isso esse centro de energia está localizado no último osso da coluna vertebral, o cóccix.  O chakra base tem ligação com o elemento terra, pois ele é o responsável por nos conectar com a existência terrena.

Ele é o responsável por nos dar um suporte de vida, com isso ele rege as áreas do nosso corpo que também são responsáveis pelo mesmo papel: ossos, coluna vertebral, músculos, pés, pernas e quadris.
Esse chakra é diretamente ligado com as glândulas suprarrenais, responsáveis pela liberação de adrenalina no nosso sangue, com isso ele age também quando precisamos passar por situações de perigo ou de grande decisão.

Chakra raiz/base em desequilíbrio: Como eu disse antes, o desequilíbrio de algum dos centros energéticos do corpo resultam em problemas no nosso ser. Quando o primeiro chakra está em desequilíbrio, a pessoa pode apresentar depressão, pensamentos/tentativas contra a própria vida ou um apego muito grande à bens materiais. Guardar coisas antigas também pode ser um sinal de mau funcionamento desse chakra.

2. Chakra sexual:

Cor: Laranja, roxa ou vermelha.

Esse é o Swadhisthana Chakra, em sânscrito. Esse é localizado no região do baixo ventre e tá muito ligado aos órgãos sexuais, energia feminina, útero, gravidez, à procriação e criação de coisas materiais, profissionais, pessoais...Esse é o chakra que fica responsável pela energia trocada durante o sexo e é responsável pela filtragem dos líquidos do nosso corpo, assim como no funcionamento dos rins.

Esse chakra rege nossos relacionamentos com as pessoas ao nosso redor como os amigos, a família, os relacionamentos amorosos e o nosso relacionamento pessoal com  nós mesmos. Ele é o responsável pela nossa parte sentimental e emocional. Nos ajuda a entrar em contato com tudo o que está presente no nosso planeta.

Chakra sexual em desequilíbrio: Quando esse chakra está em desequilíbrio, a pessoa pode ter problemas com o sexo, desanimo, problemas com os relacionamentos em geral e baixa autoestima. Além disso, quando esse chakra está muito elevado é possível que a pessoa apresente diversas compulsões. É importante equilibrar esse chakra para que possamos nos relacionar e  nos conectar melhor com as pessoas na nossa vida.

3. Chakra Umbilical:

Cor: Amarela

Também conhecido como Manipura Chakra, esse centro energético fica um pouco a cima do umbigo, mais precisamente um ou dois dedos a cima e tem ligação com o nosso pâncreas.

Esse chakra é um dos mais importantes e um dos que mais precisam de atenção e equilíbrio porque ele tem relação com os sentimentos de baixa vibração: tristeza, raiva, angustia, medo, ansiedade... ele também tem a função ode absorver as energias dos alimentos em que digerimos e espalhar para todo o corpo e é o chakra que tem mais ligação com a nossa rotina.

Chakra umbilical em desequilíbrio: Quando está em desequilíbrio pode trazer dores de estômago, problemas com gastrite, diabetes e outros problemas ligadas a essa área. Além disso, também traz medos, inseguranças, enjoo e irritação. Esse chakra quando está em equilíbrio pode nos trazer uma grande ajuda, pois ele nos ajuda a agir, a tomar impulso, a ter coragem.

4. Chakra Cardíaco:

Cor: Verde.

Chamado de Anahata pelos hindus, o chakra cardíaco está localizado justamente na região do coração, mais exatamente no centro do peito. Ele é o responsável por "dividir" os chakras em dois grupos: os baixos (abaixo do peito) e os altos (a cima do peito), servindo como uma "ponte de ligação" entre os centros energéticos do corpo.

O Anahata chakra é responsável por levar energia para o nosso sistema cardiorrespiratório e toda a parte do tórax. É o canal de expressão dos nosso sentimentos, do nosso amor, do nosso equilíbrio e da nossa compaixão com todas as pessoas do nosso planeta.

O chakra do coração tem mais uma função importante: auxiliar no equilíbrio de todos os outros pontos energéticos do corpo, ou seja ele fornece energia para todos os outros chakras pois está no meio do peito. Os três chakras vistos anteriormente estão abaixo do chakra cardíaco e eles tem ligação com a terra e a vida terrena, já os próximo três chakras que serão vistos tem  ligação com a espiritualidade.

Chakra cardíaco em desequilíbrio: Quando desequilibrado, pode trazer depressão, irritação, angustia, materialidade excessiva, apego excessivo e dores no peito. No corpo físico, o desequilíbrio desse chakra pode acarretar infarto, taquicardia e aumentar as chances de câncer de mama nas mulheres.

5. Chakra Laríngeo 

Cor: azul-celeste (azul claro)

Também chamado de Vishuddha Chakra, é vinculado com as glândulas da tireoide que tem como função filtrar e regular o nosso sangue. Está localizado na região da garganta porque ele é responsável pela nossa comunicação, expressão de ideias, verbalização e concretização dos nossos projetos. No corpo físico, também tá ligado aos braços e as mãos porque usamos essas partes do corpo para tirar nossas ideias do pensamento e colocar em prática!

Manter esse chakra em equilíbrio é muito importante porque ele tem a função de impedir que os nossos sentimentos cheguem até o chakra localizado na nossa cabeça, ou seja: o chakra laríngeo ajuda a impedir que nossos pensamentos e impulsos sejam tomados e controlados pela nossa emoção.

Chakra laríngeo em desequilíbrio: Pode causar dores de garganta, dores de dente/gengiva, herpes e problemas com as glândulas da tireoide. Com esse chakra bloqueado é possível que a pessoa acabe "aguentando tudo calada" e reprimindo sentimentos.

6. Chakra Frontal:

Cor: azul marinho (azul escuro)

Esse chakra além de ser conhecido pelo nome Ajna (em sânscrito), também é bastante conhecido como "terceiro olho".

Ele é o responsável pelo funcionamento de todos os outros centros de energia do nosso corpo e o funcionamento de todas as partes do nosso corpo. Cuida ainda do nodo lado lógico, nossa capacidade de aprendizagem, nossa intuição, nossos ideais, nosso modo de observar e cuida da saúde dos nossos olhos e nariz.  Esse chakra quando equilibrado, pode ajudar a expandir nossa intuição e adquirir a capacidade de clarividência!

Chakra frontal em desequilíbrio: Em desarmonia pode afetar diversos aspectos em nós mesmo. Excesso de pensamentos, muitas ideias que acabam não sendo colocadas em prática, sensações de pânico, medo, desorganização, falta de foco e atenção, dores de cabeça e até problemas mentais. Fisicamente, a pessoa com esse chakra bloqueado pode apresentar sinusite.

7. Chakra Coronário: 

Cor: violeta, branco ou dourado.

Esse chakra é o último chakra e é o mais importante deles. Em sânscrito é conhecido por Sahashara Chakra. Esse centro energético é uma flor de lótus que possui exatamente 972 pétalas.  É localizado no centro da nossa cabeça e tem ligação com todas as glândulas do corpo. Também é conhecido como Chakra da coroa, pois forma uma espécie de coroa de luz que pode acessar todas as áreas do nosso ser.

Esse centro é responsável por receber a energia cósmica e a energia solar para nosso corpo. Quando trabalhado, ele ajuda na mediunidade, na expansão da nossa consciência e compreensão de temas mais elevados.  É o chakra responsável por energizar o cérebro, influencia no nosso plano mental e na produção da serotonina o hormônio que regula o sono, o humor, o apetite e diversas outras funções.

Esse centro energético vibra para indicar que estamos vivos.

Chakra coronário em desequilíbrio: em bloqueio pode acarretar em problemas neurológicos, fobias, falta de fé, depressão e tendências suicidas. Por outro lado, quando está em equilíbrio somos capazes de nos tornar sensíveis e integrados com o todo.

O chakra coronário une tudo e todos, ele faz parte da nossa integração e compreensão completa da nossa existência terrestre e essa é a nossa última missão nesse planeta.







Assuntos que você pode gostar

0 comentários