Não estou desistindo do amor, mas estou desistindo de nós dois

7:07 PM

brunaandreoli.com

Estou desistindo. Deixo aqui o pouco do amor que restava de mim para você e tento agora seguir em frente sem pensar em tudo o que poderíamos ter sido. Eu sei que vai ser difícil e que muitas vezes eu ainda vou sentir tua falta e me perguntar como as coisas foram acontecer do modo em que aconteceram, mas eu sei também que esse é o único jeito de eu deixar meu coração livre para amar novamente e eu quero isso, quero deixar o peito em ordem para quando o amor voltar.

Eu não acho que seja possível desistir do amor. É um sentimento tão forte, tão grande, tão único, desistir dele de uma vez por todas é beirar à loucura e nem sequer perceber isso. Quem desiste do amor totalmente se torna mais vazio do que o próprio vazio. Se torna alguém sem vida. O amor não pode ser morto, se ele for, você também é.

Faz parte de nós esse sentimento, não há como negar. Não importa qual tipo de amor você sinta nem por quem você sinta, a única coisa que realmente precisa permanecer em você é o amor, ou o que resta dele em seu ser. Nem todo mundo possuí a mesma quantidade amor, mas isso não é um problema. Só é problema mesmo se a sua fonte de emoções secar.

Não estou desistindo do amor, mas estou desistindo de nós dois porque acho que chegamos naquele momento em que desfazer nossos laços é a melhor opção. Chegamos naquele momento em que o amor não é o suficiente e precisamos viver cada um em um canto, até que talvez o destino resolva nos aproximar de novo ou não. Não temos mais controle sobre nossa relação, mas ainda temos controle sobre o que sentimos pelos outros.

Eu te amo, mas te deixo aqui nesse texto. Não posso perder minha vida pelo medo de perder você. Minha vida é só minha. Você, por outro lado, não é mais meu.

  • Share:

You Might Also Like

1 comentários

  1. Profundo...parabéns pelo poema e seguir em frente de coração aberto sempre é a melhor opção bjs

    www.mundofemininodamarcinha.blogspot.com

    ResponderExcluir