Estou exatamente onde eu deveria estar

1:30 PM

18 de abril de 2017.

Me encontro agora em um lugar que estou confortável em ser quem eu sou e estou segura de que as coisas podem ir para as direções certas em algum momento,só preciso esperar e fazer essas coisas acontecerem, Estou agora, percebendo que tudo o que vivi até aqui serviu apenas de experiência para que eu soubesse como enfrentar as situações que podem surgir. Nenhum sofrimento é inválido, todas as dores estão lá por uma razão: nos fazer crescer.

Percebo também que com o passar desses anos e/ou meses eu pude me encontrar e saber quem eu sou de verdade e pude também trabalhar para me aceitar completamente, sem precisar carregar culpa por não me encaixar no padrão mundial do que as pessoas podem ou não ser. Percebo que se eu olhar para trás, vou ver uma antiga pessoa que eu não consigo mais reconhecer e que a nova pessoa que me tornei é muito mais forte e merece muito reconhecimento por isso.

Estou exatamente onde eu deveria estar e não me sinto menos merecedora do que as pessoas que ainda não chegaram no lugar certo de suas vidas. Eu batalhei, sem perceber para que isso acontecesse. Eu superei dia após dia e consegui notar que mesmo que se alguma semana, ou mês, ou ano for ruim isso tudo passa e quando você menos imagina, as coisas estão calmas e você se sente bem. É por isso que todos nós lutamos e superamos nossas fraquezas: para poder dizer para si mesmo de que somos capazes de tudo quando realmente queremos.

Se encontrar nesse momento da vida é ter uma certeza que vai durar por muito tempo. É ter certeza de que se o próximo problema vier, ainda vou poder me lembrar dessa época, desse tempo do presente em que eu estava bem e tudo ao meu redor parecia não representar nenhum perigo. É um pequeno conforto que poderei buscar nas minhas memórias e ansiar, novamente por conquistar essa mesma sensação de paz.

Eu estou exatamente onde eu deveria estar, mas amanhã as coisas podem mudar drasticamente e eu não estarei mais no lugar certo, por isso, deixe-me aproveitar o pouco tempo de calmaria que ainda me resta.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários