ACALME-SE: 8 passos para controlar a ansiedade

8:44 PM

Eu sei que a ansiedade deve estar presente em quase todo mundo por aí, é por isso que eu to fazendo esse post. Quem me conhece sabe que eu sou muito ligada a patologias psicológicas e é por esse (e outros motivos) que eu sempre estou pesquisando mais sobre.

Em uma dessas pesquisas, eu achei um exercício chamado Acalme-se. Foi desenvolvido por especialistas, e eu testei esse exercício por uma semana: deu certo! Não parou totalmente a minha ansiedade, mas me ajudou a controlar e amenizar os sintomas.

Antes, eu quero falar um pouquinho sobre ansiedade. Para quem não sabe, não é frescura nem coisa simples, não. É uma doença muito séria e precisa de atenção. Pessoas com ansiedade lutam contra a doença diariamente e ainda precisavam ouvir que "não é nada". Se você conhece alguém que tenha, por favor, não seja mais um problema para o ansioso.

Depois disso tudo, vou explicar os 8 passos. Se chama Acalme-se, pois cada uma das letras dessa palavra significa um passo que você precisa seguir, em ordem. Para entender melhor, continua lendo aqui.

A: Aceite a sua ansiedade e os seus sintomas. Quando sentimos que vamos ter algum ataque de ansiedade, é muito comum a  gente tentar parar esses sintomas e as sensações que eles trazem, mas não faça isso. O primeiro passo, é aceitar que você tem ansiedade e que isso não é uma vergonha. Quando você sentir os sintomas, não lute para que eles parem, lute para que você os aceite completamente.

C:  Contemple as coisas a sua volta. Basicamente esse segundo passo é para você tirar a sua atenção de você e leva-la para as coisas ao seu redor, qualquer coisa. Não se concentre na sua ansiedade, se concentre nas coisas que existem no ambiente em que você está, exemplo: sons, pessoas, cores, movimentos, etc.

A: Aja com a ansiedade. Ansiosos vão entender o que eu vou falar agora: quando a ansiedade aparece, sentimos que não vamos conseguir fazer mais nada e que precisamos parar todas as nossas atividades agora mesmo e fugir da situação em que estamos, mas não faça isso. Fique e enfrente o problema porque se você parar, ou fugir você nunca vai perceber como a ansiedade pode passar sozinha. Você precisa apenas dar tempo ao seu corpo. Se precisar, diminue o ritmo com que você desempenha suas tarefas enquanto estiver ansioso(a), mas não pare ou abandone totalmente sua ação.

L: Libere o ar de seus pulmões. Esse passo é muito, muito importante. Algumas pessoas quando apresentam o ataque de ansiedade simplesmente não conseguem respirar e se desesperam, mas saiba que é possível respirar. Ao invés de respirar apressadamente, inverta essa ação: puxe pouco ar pelo nariz e solte todo o seu ar pela boca bem devagar até não restar mais nada para sair de você. Faça essa respiração várias vezes, isso irá ajudar você a controlar os batimentos cardíacos, mas lembre-se: puxe pouco ar pelo seu nariz e libere todo o ar de seus pulmões pela boca.

M: Mantenha os passos anteriores. Você precisará manter todos os outros passos que já foram explicados. Não se esqueça de repeti-los cada vez que o ciclo de passos terminar, se você não os manter, todo esse esforço será feito em vão.

E: Examine seus pensamentos. Esse passo é muito difícil. Toda vez que você apresentar os sintomas de ansiedade, pergunte a si mesmo se você tem motivos para acreditar que o que está desencadeando as sensações é verdade, ou não. Se a resposta for não, trabalhe seu cérebro para aceitar que nada do que sua mente está te mostrando é verdade. Se a resposta for sim, trabalhe seu cérebro para que sua mente entenda que você não está em perigo real.

S: Sorria. Depois de todos esses passos, sorria porque você finalmente conseguiu. Você controlou seus sintomas e seus sintomas não controlaram você. Sorria porque você conseguiu, mesmo que por um breve momento ser maior do que sua ansiedade.

E: Espere o futuro com paciência. Os ansiosos, muitas vezes sofrem com ansiedade de algo que ainda nem aconteceu (como é meu caso). Com isso, o último passo é para que você aprenda a não sofrer por antecipação. O futuro ainda não chegou e você não precisa encara-lo. Guarde suas energias para enfrentar o que for preciso, mas apenas quando chegar a hora certa.

Eu espero mesmo que esses passos ajude alguém de alguma forma, mesmo se ajudar só um pouquinho. Se você conhece alguém com ansiedade, manda o link desse post para essa pessoa e não esqueça de ajudar sempre. Se você tem ansiedade, procure um psicólogo e não deixe que as pessoas te façam acreditar que não é nada grave porque ansiedade é grave sim.

  • Share:

You Might Also Like

4 comentários